Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
Produzido por:
Conviva Educação
21 de Setembro de 2018
5 4 3 2 1

Como transformar a escola com a educação inclusiva

Veja experiências de educadores que estão aprendendo a lidar com os desafios de incluir pessoas com deficiências na escola

Foto: Getty Images

A educação inclusiva pode transformar a realidade de uma escola. E o tema é oportuno já que este dia 21 de setembro é o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência.

A visão sobre o assunto está mudando e a escola não poderia ser diferente. Não são poucas as histórias de escolas que mudaram comportamentos e abordagens para se adaptar à realidade de alunos com deficiência.

LEIA MAIS  Inclusão: uma responsabilidade de todos e de cada um

Para ajudar nesta mudança, o Instituto Rodrigo Mendes (IRM) mantém o site Diversa. Nele, os interessados em educação inclusiva têm acesso a referências teóricas e relatos de experiências, podem tirar dúvidas e trocar informações sobre o tema. Com o apoio da equipe do IRM, o CONVIVA EDUCAÇÃO selecionou algumas histórias de escolas que compartilharam ali seus desafios para educação inclusiva. Confira trechos de depoimentos e acesse os links indicados para fazer a leitura dos textos na íntegra – e no final da página, veja os vídeos que selecionamos para você!

Ressignificar saberes para valorizar eficiências no processo de alfabetização

“Mesmo com todo investimento em ações voltadas para alfabetizar Gustavo, só alcançamos êxitos em sua socialização. Apesar de sabermos que estas eram conquistas importantes, quando pensávamos que o garoto já estava conosco há três anos e sequer sabíamos sua hipótese de escrita, éramos tomadas por um sentimento de angústia que nos tornava impotentes diante daquela situação.”. Mas a escola mudou sua abordagem. “Definimos duas estratégias para serem aplicadas com o estudante: introduzir o uso do notebook na sala de aula e contextualizar o processo de alfabetização de acordo com o que fizesse sentido para ele.”  Leia mais e saiba sobre como a escola passou a utilizar as experiências do estudante para alfabetizá-lo.

Interlocução entre sala regular e AEE garante inclusão de criança com autismo

“A estudante tinha um diagnóstico de transtorno do espectro autista (TEA) e deficiência intelectual, mas as informações estavam desencontradas com o que a equipe observava no cotidiano.” Para atendê-la de uma melhor forma, a escola revisou o projeto político-pedagógico (PPP) da unidade sob a perspectiva da educação inclusiva, elaborou um plano de atendimento educacional especializado (AEE) para a aluna e aproximou-se da família para acompanhar o caso junto aos serviços e profissionais de saúde. Leia aqui o depoimento na íntegra.

Creche muda postura para incluir criança sem laudo médico definido

“Não termos ainda um laudo médico (sobre a criança) não nos impedia de fazer algo. O fato é que a escola conhecia o estudante e sabia muito sobre suas possibilidades e limites. Mudamos nossa postura com relação ao aluno e sua família, respeitando seu tempo e suas diferenças e nos colocando como parceiros do pai e da mãe na busca por estratégias para incluí-lo.” Saiba neste depoimento de que forma a escola se aproximou da família e enfrentou o desafio.

Escola aposta em acolhimento e atuação em rede para incluir criança em situação de risco

“Ao ingressar na unidade, o aluno fazia uso de fraldas descartáveis. Na hora das refeições, ele ficava muito agitado e queria comer tudo com as mãos, muito rapidamente. Era preciso que a auxiliar do professor e mais uma pessoa o ajudassem. Em geral, ele não tinha autonomia nas atividades da vida diária.” O estudante com Síndrome de Down estava em uma situação de grande vulnerabilidade. E, por isso, a escola teve que se adaptar. “Focamos o trabalho nas questões da socialização e do pertencimento, associadas ao atendimento à família.” Leia o depoimento aqui para ver como os educadores chegaram a este resultado.

Para saber mais, acompanhe três vídeos:

Minuto Conviva sobre o termo “pessoa com deficiência”

Vídeo sobre o papel das secretarias de educação para educação inclusiva

Minuto Conviva sobre barreiras para inclusão

*Este texto foi publicado originalmente na plataforma Conviva Educação e adaptado para o site de Gestão Escolar

Conviva Educação é uma iniciativa da Undime e 12 instituições criada em 2013 para apoiar os Dirigentes Municipais de Educação no trabalho cotidiano. Há conteúdos, ferramentas e áreas de trocas de experiências disponibilizadas gratuitamente. Para conhecer, acesse: www.convivaeducacao.org.br. Se você trabalha em uma secretaria de educação, cadastre-se!

Aprofunde sua leitura

Assuntos Relacionados