Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
10 de Setembro de 2018 Imprimir
5 4 3 2 1

Ideb: indicadores para replanejar as intervenções

É preciso que as famílias e os alunos conheçam e entendam os passos e as metas traçadas

Por: Marlucia Brandão
Crédito: GettyImages


Faltam poucos meses para o término do ano letivo. As escolas acabaram de receber os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O momento é propício para firmarmos quais serão as intervenções pedagógicas que a escola trabalhará no período.

Entendemos que uma escola preocupada com o processo de ensino e aprendizagem, foca em bons resultados. Não podemos, de forma alguma, cruzar os braços diante do desinteresse ou dificuldades de alguns alunos e, consequentemente, da chuva de notas baixas no final de um bimestre ou trimestre. No espaço escolar, não podemos “jogar a toalha” e desistir diante dos desafios e problemas que surgem todos os dias – sejam eles de aspectos estruturais ou pedagógicos, que afetam diretamente a sala de aula.

Por isso, mais uma vez, será preciso planejamento coletivo para rever o plano de ação da escola. Sabemos que a obtenção do sucesso em uma atividade (ou qualquer área de nossas vidas), esbarrará na elaboração de um bom planejamento. E na escola isso não é diferente: o planejamento precisa ser claro, objetivo e contar com o apoio de todos.

A família também é parte dessa construção. É preciso que elas e os alunos conheçam e entendam os passos e as metas traçadas. Tendo ciência do planejamento, além desses dois grupos poderem opinar, eles também compartilham o compromisso e o dever  de ajudar no processo.

Temos convicção que o ato de planejar dá ao professor a tranquilidade necessária para a sua aula, possibilidades de organizar a sua prática e subsídios para alterar qualquer ponto que não tenha alcançado êxito. E, se o gestor estiver junto, se colocando à disposição para somar com o professor nesse processo, com certeza, todos ganharão.

Acredito muito em uma gestão compartilhada e entendo que todo e qualquer resultado positivo, inclusive o do Ideb, é resultado de um trabalho conjunto, responsável e comprometido de toda uma equipe e não mérito do diretor escolar.

Como já compartilhei em outros posts aqui em Gestão Escolar, estou vivendo alegria de estar gestora na EMEIEF “Boa Vista do Sul” – Marataízes-ES,  uma escola municipal, com um grupo muito competente de professores. Temos tentado de tudo para que o nosso aluno consiga construir o seu conhecimento com autonomia e protagonismo. Não é uma tarefa fácil, pois precisamos estar atentos à execução de um planejamento reflexivo e eficaz.

É com base em um trabalho sério e responsável, que a nossa escola começou a colher  frutos significativos  e reais, e isso se deve ao fazer responsável de todos os atores envolvidos no espaço escolar: alunos, professores, famílias, pedagogos e a gestão escolar.

Um abraço,

Marlucia Brandão


Diretora da EMEIEF Boa Vista do Sul, em Marataízes-ES, desde 2016, e professora de Língua Portuguesa, com especialização em Linguística Aplicada ao Português, Psicopedagogia Institucional e Ciências da Educação. Deu aulas em todas as etapas, da alfabetização à Educação de Jovens e Adultos (EJA). Também foi Secretária de Educação de Marataízes entre 2011 e 2012.

Tenha acesso a conteúdos e serviços exclusivos
Cadastre-se agora gratuitamente
Cadastrar