Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
15 de Outubro de 2018
5 4 3 2 1

Ser professor…

É uma trajetória recheada de altos e baixos. Mas para a diretora Marlucia Brandão, os votos na profissão se renovam a cada conquista de um aluno que foi apoiado pelo professor na sala de aula

Por: Marlucia Brandão
Crédito: Getty Images

Caro professor,

esse texto é para você que, assim como eu, acredita no que faz. Desde 2016, passei a integrar a gestão escolar, mas já dei aulas em todas as etapas, da alfabetização à Educação de Jovens e Adultos (EJA). Sinto-me honrada de fazer parte de um grupo de profissionais que tem nas mãos e na voz um poder especial: o de transformar o outro e de se transformar. O poder de mudar histórias e também de se permitir um novo aprendizado a cada aula.

Posso dizer com propriedade que essa tarefa na maioria das vezes é recheada de desafios e de altos e baixos. Mas também de muita esperança, otimismo e convicção do dever do professor: abrir portas e estar pronto para resistir e criar a partir das múltiplas possibilidades que o chão da escola proporciona. Para nós, professores, esse chão é muito especial. É nele que presenciamos momentos incríveis e até mágicos, como uma criança fazendo descobertas na Educação Infantil ou aprendendo a ler. É fantástico ver, acompanhar e fazer parte desse universo que crianças e jovens vão se apropriando através da mediação do professor.

LEIA MAIS O que aprendi com uma professora que não acredita em reclamar da Educação

Não acredito na figura do professor herói. Somos pessoas reais que enfrentam belezas e durezas da escolha de uma profissão. E, apesar de não acreditar na figura do herói, acredito muito no poder do papel do professor para transformar não só a Educação, mas o país através da Educação. E sou capaz de apostar alto nesta crença.

É por isso que todos os dias, apesar das dificuldades que a gente encontra pelo caminho da docência, eu renovo meus votos na escolha da profissão. Quando estava no meu segundo ano de docência, lembro-me que uma colega, preparada para pedir a aposentadoria, bateu em meu ombro e disse-me que em poucos anos eu também perderia o brilho no olhar. Naquele dia prometi para mim mesma que não deixaria isso acontecer, que todos os dias relembraria o juramento que fiz: ensinar para transformação, respeitar o meu aluno e dar o meu melhor.

Muitos são os professores que tem feito a diferença dentro de sua sala de aula. Muitos são aqueles – alunos e professores – que têm nos inspirado a seguir em frente, acreditando que é possível, sim, mudar a realidade a nossa volta e dessa forma deixar a nossa contribuição para a mudança do cenário nacional.

E para você, que é colega de profissão, deixo o meu reconhecimento e o meu abraço nesse dia 15 de outubro. E que nada nem ninguém embace o nosso olhar diante do verdadeiro sentido do ser professor!

Um forte abraço,
Marlucia Brandão

Diretora da EMEIEF Boa Vista do Sul, em Marataízes-ES, desde 2016, e professora de Língua Portuguesa, com especialização em Linguística Aplicada ao Português, Psicopedagogia Institucional e Ciências da Educação. Deu aulas em todas as etapas, da alfabetização à Educação de Jovens e Adultos (EJA). Também foi Secretária de Educação de Marataízes entre 2011 e 2012.

Aprofunde sua leitura

Assuntos Relacionados