Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
01 de Janeiro de 2015 Imprimir
5 4 3 2 1

Aproveite o recesso para colocar a casa em ordem

Com a escola vazia, é importante rever as necessidades da comunidade e planejar as adequações necessárias no espaço

Por: Larissa Teixeira

Durante as férias, a escola fica vazia e você, gestor, precisa refletir sobre que ações priorizar nesse período. Com um bom planejamento, é possível promover a manutenção dos espaços e preparar as atividades para o ano letivo, garantindo uma volta às aulas com tranquilidade e qualidade.

"Nessa época, realiza-se a instalação de novos equipamentos, a limpeza de todas as áreas, pinturas e pequenas obras. A tensão está em conseguir cumprir os prazos e deixar tudo pronto para o retorno dos alunos e professores", explica Elí Terezinha Henn Fabris, professora e pesquisadora do Mestrado Profissional em Gestão Educacional da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). De acordo com ela, é interessante começar com uma revisão das instalações elétricas e hidráulicas, verificar o estado dos banheiros, do pátio, das salas de aula, do refeitório e dos corredores e conferir como estão os brinquedos e demais materiais. Também é essencial averiguar as medidas de segurança do prédio, fazer a desinfecção dos reservatórios de água e organizar uma limpeza geral.

Para dar conta de todos esses desafios, Elí sugere que o gestor reúna a equipe e planeje as ações seguindo o regimento escolar e o levantamento de dados sobre o público atendido. "O diretor que conversa com a comunidade e a escuta tem mais condições de entender as necessidades e os desejos dela e planejar com informações mais confiáveis. Funcionários, alunos e pais precisam participar desse processo", diz.
Sandra de Oliveira, da Fundação Liberato, em Novo Hamburgo, lembra que há várias maneiras para coletar as informações mesmo durante as férias, caso elas não tenham sido levantadas anteriormente. Se as pessoas têm acesso fácil à internet, pode-se criar um formulário online e enviar por e-mail. Outra alternativa é elaborar fichas de avaliação e encaminhar para a casa dos alunos. Além disso, a direção pode reservar alguns horários e aproveitar esse período mais tranquilo para conversar com todos.

Assegure o apoio e a coerência das ações
Para viabilizar o cumprimento dos prazos, é importante que os setores que atendem a comunidade e que serão envolvidos nas atividades, como a secretaria e as equipes de manutenção e limpeza, estejam funcionando durante o recesso. O ideal é organizar um cronograma, evitando que o diretor fique sozinho e sobrecarregado e garantindo que todos tenham um período de descanso.

Essa época também propicia que a equipe gestora reflita sobre o que o espaço da instituição revela sobre o seu projeto político-pedagógico (PPP). Juarez Dayrell, professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), aponta, no artigo A escola como espaço sociocultural, que a arquitetura é o cenário onde se desenvolve o conjunto das relações pedagógicas e pode ampliar ou limitar as possibilidades. Para o pesquisador, ela interfere na forma da circulação das pessoas e na definição das funções para cada espaço, o que expressa uma determinada concepção educativa.

Elí acrescenta que a organização e a conservação refletem o que a gestão pensa sobre o ensino. "Alunos e professores que possuem uma escola bem cuidada e limpa aprendem a cuidar do ambiente em que vivem. Uma instituição suja e depredada vai cada vez mais produzir a sujeira e a depredação", aponta. Para ela, as paredes, os corredores, as escadas e os pátios estão carregados de sentidos que também ensinam. Por isso, eles devem ser pensados de acordo com a proposta pedagógica e em parceria com os professores e funcionários.

Ao deixar a escola bem equipada e afinada com os princípios que norteiam a sua função educativa, a gestão garante a qualidade do ambiente e o clima favorável para a retomada do ano letivo.

Tenha acesso a conteúdos e serviços exclusivos
Cadastre-se agora gratuitamente
Cadastrar