Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias
Notícias
07 de Dezembro de 2017
5 4 3 2 1

É tempo de se autoavaliar e incentivar os professores a fazerem o mesmo

Por: Marlucia Brandão
Foto: Getty Images

Nesta reta final, toda escola respira avaliações. São as paralelas e, em seguida, as trimestrais. Alguns pais passam a frequentar ainda mais a escola, preocupados com a triste realidade da recuperação final, não aceitando de forma alguma que seus filhos percam o ano.

Durante todo o período letivo é uma verdadeira batalha. Toda escola e família não se cansam de dizer: “faça as atividades”, “preste atenção nas aulas”, “pergunte quando não entender o assunto”, “participe bem dos trabalhos coletivos e individuais”, “ entregue os trabalhos e atividades no prazo”, “crie um horário para os estudos em casa”, e por aí vai!

O processo de avaliação é algo inerente às nossas vidas e ao cotidiano escolar. Ele perpassa todas as nossas ações e deveria servir para sinalizar o que deixamos de fazer bem, e assim, podermos acertar... Mas nem sempre é assim. Passou a ser um momento doloroso e conflituoso.

É por acreditar em um processo de avaliação, que transforma atitudes e projeta ações mais consistentes e coerentes, que este ano, na escola que estou gestora, organizei uma autoavaliação de todo servidor, em que cada um é convidado a repensar a sua prática, dando a eles a oportunidade de também me avaliarem, para que em 2018, eu também tenha a oportunidade de acertar e até modificar ações que não foram satisfatórias.

Tenho convidado cada professor para sentar-se ao meu lado e assim conversarmos sobre os pontos que são inerentes à sua função e também à minha. Esse processo de reflexão e diálogo aberto tem ajudado muito, pois assim que as portas da escola se fecham para as férias de alunos, professores e alguns servidores, elas também se abrem para novas matrículas e novas possibilidades. É a certeza de que mais um ano deve ser organizado para atender bem a todos os atores que fazem parte desse universo complexo, mas mágico, que chamamos de escola.

Boas festas a todos que acompanham o nosso Blog e não deixem de compartilhar as suas experiências!

Marlucia Brandão é diretora da EMEIEF Boa Vista do Sul, em Marataízes-ES, desde 2016, e professora de Língua Portuguesa, com especialização em Linguística Aplicada ao Português, Psicopedagogia Institucional e Ciências da Educação. Deu aulas em todas as etapas, da alfabetização à Educação de Jovens e Adultos (EJA). Também foi Secretária de Educação de Marataízes entre 2011 e 2012.

Assuntos Relacionados